Bolsas e prémios > Bolsas da Direção Geral do Ensino Superior (BDGES)

BOLSAS SOCIAIS DE ESTUDO - DIREÇÃO GERAL DO ENSINO SUPERIOR (DGES)     

MINISTÉRIO DA CIÊNCIA, TECONOLOGIA E ENSINO SUPERIOR
Legislação aplicável: Despacho 5404/2017 de 21 de Junho

 

Prazos de candidatura para o ano letivo 2017/2018

  • Entre 25 de junho e 30 de setembro;
  • Nos 20 dias úteis subsequentes à inscrição, quando esta ocorra após 30 de setembro;
  • Nos 20 dias úteis subsequentes à emissão de comprovativo de início de estágio por parte da entidade que o faculta no caso de licenciados ou mestres que estejam a realizar estágio profissional.

Ocorrendo a inscrição antes de 30 de setembro o estudante dispõe sempre de um prazo de 20 dias úteis para submeter o requerimento, mesmo que esse prazo ultrapasse o dia 30 de setembro.

O requerimento pode ainda ser submetido entre 1 de outubro e 31 de maio, sendo, nesse caso, o valor da bolsa de estudo a atribuir proporcional ao valor calculado nos termos do presente regulamento, considerando o período que medeia entre o mês seguinte ao da submissão do requerimento e o fim do período letivo ou do estágio.

 

Condições de candidatura

  • Ser aluno de licenciatura ou mestrado de estabelecimento de ensino superior.
  • Ser cidadão português ou cidadão estrangeiro com autorização de residência permanente.
  • Não ser titular do grau que pretende frequentar ou de grau superior (Ex: quem já é licenciado e pretende fazer nova licenciatura, não pode usufruir de BDGES).

 

Para efetuar a candidatura:

a) O candidato a bolsa de anos anteriores deve aceder à página www.dges.gov.pt/wwwBeOn/ e utilizar as credenciais de acesso do ano letivo passado para efetuar a candidatura online.

b) Os estudantes que já se encontrem a frequentar o ensino superior e que pretendam efetuar candidatura pela primeira vez a bolsa de estudo devem dirigir-se à Área Estudantes e Empregabilidade com o Cartão do Cidadão (ou Bilhete de Identidade e Cartão de Contribuinte) para obter as credenciais de acesso e efetuar a candidatura on-line em www.dges.gov.pt/wwwBeOn/

 

Síntese dos critérios de análise

Análise com base no ano fiscal anterior. Poderão ser bolseiros os estudantes cujo rendimento per capita do agregado familiar seja igual ou inferior a 16 vezes ao Indexante de Apoio Social em vigor no início do ano letivo, acrescido da propina máxima para ensino superior público. Valor para 2017/2018: 7804.59€/ano/per capita.
 
Os critérios de análise são complexos. Se pretende conhecê-los em profundidade bem como fazer uma adaptação à sua realidade, marque uma entrevista connosco através do email ee.bolsas@porto.ucp.pt

 

Nota importante

A informação disponibilizada é geral e não dispensa a leitura atenta dos regulamentos e guias aplicáveis. Saiba mais AQUI